Matheus Stival

Matheus Stival da Caldo Bom

Matheus Stival foi o entrevistado especial de Daniel Filla e do Renato Cavalher na edição de 01/11/2020 do Report 360.

O head da operações da Caldo Bom contou tudo sobre os 50 anos da operação, a serem completados em 2021. A empresa começou com o nome de “Produtos Colônia”, fazendo menção à colônia italiana de Santa Felicidade, berço dos fundadores e da empresa.

Caldo Bom foi a marca criada para o feijão, mas hoje se tornou a marca-mãe de toda a operação. (o restante do portifólio era comercializado como Stival Alimentos). Em 2015 a empresa decidiu migrar tudo para Caldo Bom.

Hoje a Caldo Bom é líder de mercado na região sul há mais de 10 anos, e está entre as tops 5 do Brasil.
Com um trabalho excepcional, vem ganhando espaço e liderança em algumas outras categorias.

“Muitas marcas costumam concentrar tudo na marca principal. O processo da naming, um feijão bom tem um caldo bom, é genial e com certeza determinante para o sucesso da marca.” – Renato Cavalher

Ferramentas Digitais

Matheus Stival falou sobre a importância do marketing digital para a sua operação, Inclusive, ele explica que o departamento de marketing da empresa é dos maiores da empresa, demonstrando assim o cuidado com a comunicação com o público. Eles trabalham de forma digital tanto com foco no consumidor final, quando no cliente Caldo Bom (o mercado, o armazém, o lojista). “Tomamos muito cuidado com este dever se casa. Temos inclusive uma ferramenta no site que apresenta ao consumidor final os produtos por diferentes mercados. Além dessa, temos muitas outras ferramentas digitais em uso, assim como em breve lançamento”, confirma Matheus Stival.

Portifólio Vegano

Matheus Stival também contou que a linha de produtos da marca Caldo Bom cresceu. A nova linha vegan comemora o ingresso da empresa em um novo mercado e leva às gôndolas o Hambúrguer Vegano Caldo Bom (sabor Carne e Frango), o Quibe Vegano Caldo Bom e as Almôndegas Veganas Caldo Bom. Elaborados com um blend de vegetais in natura como feijão, lentilha e ervilha, com alto teor de proteína por porção e fonte de fibras, são direcionados àqueles consumidores veganos ou vegetarianos (cerca de 15% da população brasileira), como também àqueles que desejam reduzir o consumo de proteína animal (cerca de 40% dos brasileiros manifestaram esta intenção) ou que têm algum tipo de restrição alimentar.

A concepção dos novos produtos surgiu da constatação que os estabelecimentos (hamburguerias e lanchonetes) não contavam com uma mistura de fácil preparo para trabalhar. Com investimento da ordem de R$ 650 mil, e após muitos testes e desenvolvimento, foi criada uma linha que tem como atributos a praticidade e a funcionalidade, com alto rendimento e custo-benefício para os consumidores. Entre os diferenciais dos lançamentos está o preparo rápido e prático, apenas com água. As misturas Caldo Bom rendem mais (15 porções de Quibe, 15 unidades de Almôndega e 5 porções de Hamburguer), o que garante um melhor custo-benefício para o consumidor e uma margem esperada similar aos produtos congelados encontrados no mercado para o varejista. E para
ajudar o consumidor a preparar pratos deliciosos, o site caldobom.com.br traz dicas sobre como usar a nova linha Caldo Bom Vegan.

Tendência vegan

O lançamento está alinhado às tendências alimentares e de mercado e resultou em uma parceria com a Associação Brasileira de Veganismo, responsável no país pela chancela de produtos que atendem os requisitos para receber a Certificação Vegana, sendo este outro diferencial da marca. A missão é adequar boa parte do portfólio da Caldo Bom para atender a um mercado que cresce a taxas de dois dígitos anualmente e que, segundo pesquisas, vai atingir patamares de US$ 300 milhões na América Latina nos próximos anos.

“Vislumbramos nessa parceria uma grande oportunidade de extensão de linha e ampliação de mercado, além de popularizar o veganismo no Brasil e entregar a este público opções com muito sabor, qualidade e custo benefício”, explica Matheus Stival,  reiterando que o lançamento faz parte do planejamento de expansão da marca focado em uma distribuição nacional nos próximos anos – fomentando a atuação no Sul, onde está bastante presente, e migrando para o Sudeste.

Assista também o programa com Alessio Alionço, do Pipefy.

 

Deixe seu Comentário